A VISÃO

O Pais existe para desencadear um movimento global em que a principal preocupação dos santos é o Reino de Deus e eles são preparados para compartilhar isso com o mundo.

Fazemos isso os preparando com nossos três distintivos: Missão, Discipulado e Estudo. Oferecemos também a possibilidade de aderir ou adotar o Movimento.

A HISTÓRIA

O Pais Project foi fundado por Paul Gibbs em 1992. Nós criamos parcerias com escolas, projetos de comunidades e igrejas e agimos como um catalisador para ajudar a capacitar os jovens. Depois da primeira equipe em Manchester, o Pais Project lançou equipes por todo o Reino Unido e, posteriormente, no exterior. A primeira equipe fora da Europa foi criada nos Estados Unidos em 2002. Ao longo dos anos, o Pais foi crescendo e agora está presente em 6 continentes diferentes. Em 2005 Paul Gibbs se mudou para os Estados Unidos, onde fundou o ‘Pais Global’, um grupo de apoio que supervisiona o Pais em cada nação providenciando visão, direção, apoio e muitas outras formas de treinamento prático.

Como os distintivos do Pais foram adotados por mais e mais pessoas, o Pais começou a atender outras áreas da comunidade. O Pais Collective foi criado em 2012 para preparar igrejas que desejam se tornar mais impactantes no alcance das comunidades com aprendizados e programas.

O Pais Venture foi criado em 2013, agindo como um catalisador para empresas que querem causar um impacto positivo. Nós providenciamos aprendizado, aconselhamento e criamos programas de marketing. Esta equipe de negócios lidera na área de Responsabilidade Social Empresarial, sendo mentor da geração do milênio e reforçando sua fé no ambiente de trabalho. Mais recentemente em 2014, o Pais Infraestrutura foi criado. Nós oferecemos um aprendizado que prepara pessoas para dar suporte e recursos a grandes organizações e enviar missionários ao redor do mundo

O Pais é uma organização internacional baseada na fé e nossa declaração de fé nos permite trabalhar com vários parceiros e denominações religiosas.

The Spirit of a Pioneer

Um longa-metragem sobre a história Pais

OS DISTINTIVOS

#1 MissãoAlém da Atração para a Aplicação

Nosso principal método de missão é: não atrair pessoas para um edifício, mas capacitá-las em suas comunidades.

Será que precisamos repensar nossas estratégias de missão?

Por exemplo: estamos realmente equipando os santos para prestar culto, ou estamos simplesmente encorajando os santos a comparecerem às nossas reuniões? Estamos trazendo o Reino de Deus ou apenas cumprindo tabela? No Pais, chegamos à conclusão de que nós não precisamos de um novo tipo de programa, mas de um novo tipo de pessoa. Mas o que isso significa?

#2 DiscipuladoAlém da Educação para a Experiência

Nosso principal método de discipulado é ir além da educação em sala de aula, trazendo as pessoas para uma vivência real com o Reino.

Será que precisamos reestruturar nossos programas de discipulado?

Em particular: nós levamos a sério a necessidade de exemplificar como Jesus fez o que fez, ou preferimos simplesmente contar histórias sobre isso? O Reino está fluindo ou está estagnado?
No Pais, nós não desejamos mais uma sessão de prestação de contas para nos proteger do pecado, mas um mentor que nos conduza na jornada. Ótima ideia, mas como fazemos isso?

#3 EstudoAlém do Currículo para a Cultura

Nosso principal método de estudo é auxiliar as pessoas para que descubram “como” pensar e não “o quê” pensar, podendo assim, influenciar suas comunidades.

Será que precisamos reequipar nossos grupos de estudo?

Por exemplo: temos oferecido aos santos as ferramentas criativas que eles precisam para compartilhar novas verdades, ou apenas os induzido-os a um sentimento de culpa por não cumprirem com seu dever? O Reino está sendo descoberto fora da igreja ou apenas sendo reiterado dentro dela?
No Pais, entendemos o poder de ensinar as pessoas como pensar e não simplesmente o que pensar. Isso é animador, mas é plausível?

Quer ser treinado em nossos distintivos?

Ir para Programas de Aprendizagem

Quer recursos para ensinar nossos distintivos?

Ir para Recursos

Quer que Paul Gibbs ensine nossos distintivos?

Clique aqui
BACK

Send this to friend